Bots, robôs e fakes; Veja como funcionam as contas falsas que fizeram Elon Musk suspender compra do Twitter
13/05/2022 17:01 em Brasil

Bots, robôs e fakes; Veja como funcionam as contas falsas que fizeram Elon Musk suspender compra do Twitter

Arquivo Bnews

A compra do Twitter pelo bilionário Elon Musk por US$ 44 bilhões deve fazer do negócio o terceiro maior já realizado no setor de tecnologia

Publicado em 13/05/2022, às 16h30    Arquivo Bnews    Redação Bnews

 

Elon Musk anunciou nesta sexta-feira (13) que suspendeu a compra do Twitter de forma temporária para que a empresa apresente dados do número de bots e contas falsas em sua plataforma. A rede social afirma que menos de 5% de sua base de usuários são formados por perfis fake ou robôs que disparam mensagens.

Em resumo, bots ou robôs são contas controladas por um programa de computador que pode fazer todas as ações de um usuário comum do Twitter: curtir conteúdos, seguir outros usuários, publicar e retuitar postagens. 

De acordo com informações do G1, esse tipo de conta pode ser usado para diversos fins: desde informar sempre que determinado perfil posta uma nova mensagem até disseminar notícias falsas.

Já contas falsas ou perfis fake são contas que representam uma pessoa, organização ou empresa que não existe realmente nas redes sociais. Eles podem ser criados usando nomes, informações e fotos de celebridades, personagens da ficção ou até mesmo fazendo uso indevido de dados de terceiros.

Não necessariamente um perfil falso é um robô. Tanto no Twitter quanto em outras redes sociais há perfis que são usados e atualizados por usuários reais.

Já os chamados bots de spam usam essas ações para atividades que podem ser prejudiciais, como divulgação excessiva de marketing para determinada empresa ou disseminação de mentiras para influenciar a opinião dos usuários a respeito de um assunto ou político.

No caso de robôs envolvidos em golpes, eles também podem ser chamados de scam bots. O próprio Elon Musk comentou em entrevista recente que vive esbarrando em golpes que usam a promessa de lucros com criptomoedas para atrair vítimas.

Leia mais:Veja seis coisas possíveis de fazer com bots no WhatsApp

Horas depois de pedir mais informações sobre as contas falsas no serviço, Musk usou o Twitter para dizer que "segue comprometido" com a compra da rede social, acertada por US$ 44 bilhões.

 

 

O magnata já demonstrou publicamente sua preocupação com a possibilidade de a rede social "estar morrendo". Além dos perfis falsos, Musk aponta que várias contas de celebridades têm muitos seguidores, mas não têm conteúdo publicado frequentemente na plataforma.

Leia também:Após compra de Elon Musk, usuários falam em 'morte' da rede social

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre

Leia também

Reprodução / Instagram

Recuo de Elon Musk no Twitter pode ser estratégia, diz analista

COMENTÁRIOS