Militar de alta patente entrará na mira da CPI por "denúncia bomba", diz blog
14/09/2021 07:44 em Coronavírus

O prazo para a entrega do relatório final da pandemia da Covid-19, que seria no final deste mês, deve ser prorrogado porque chegou aos parlamentares que fazem parte da comissão uma denúncia envolvendo um militar de alta patente. A informação é do Blog do Noblat, do Metrópoles.

A expectativa é que esse prazo seja prorrogado por mais um mês caso se confirme a denúncia descrita pelo blog como “explosiva e pesada”.

O envolvido, que teria gabinete no Palácio do Planalto, supostamente viajou para o exterior em um avião alugado por empresa interessada na venda de vacinas ao governo. Em outras ocasiões, a mesma aeronave, ainda de acordo com o blog, serviu ao senador Flávio Bolsonaro.

Pauta

Nesta terça-feira (14), o advogado e empresário Marcos Tolentino da Silva deve depor a partir das 9h30. Na reunião anterior, ele apresentou um atestado médico e alegou que estava internado.

O também dono da Rede Brasil de Televisão é suspeito de ser um “sócio oculto” da empresa FIB Bank, que teria fornecido à Precisa uma garantia irregular no fechamento do contrato da vacina indiana Covaxin.

Matérias relacionadas:

Auditor do TCU responsável por 'relatório paralelo da Covid' é afastado do cargo

Investigados da CPI da Covid foram ao menos 71 vezes ao Ministério da Saúde

Lula critica militares e diz que só vai conversar com eles quando for eleito presidente em 2022

Classificação Indicativa: Livre

COMENTÁRIOS