Política Paulo Preto muda de ideia e passa a estudar possibilidade de fazer delação

Publicado em 09/05/2018 às 08:02h

 

Resistente à ideia de fazer delação premiada, o engenheiro Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, passou a estudar a sério a possibilidade de fazer um acordo. Paulo Preto foi preso preventivamente em abril sob a suspeita de ter participado de esquema de desvio de dinheiro ligado às obras do Rodoanel Sul, durante governos do PSDB em São Paulo.

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, Paulo Preto, que é apontado como operador do PSDB, passou a mudar o entendimento depois que viu a celeridade com que as investigações têm corrido.

No foco da PF, estão investigações sobre contas na Suíça ligadas ao engenheiro. 

Outro fator que estaria pesando nas reflexões de Paulo Souza é o abalo da família. A decisão de falar, no entanto, ainda não foi tomada. Se isso ocorrer, diz um amigo próximo, será “de uma hora para a outra” e sem recuo.

Publicidade

⇑ Topo